6 Tendências de eLearning para Designers Instrucionais



O escopo do Design Instrucional percorreu um longo caminho, já que a crescente conscientização sobre o campo é bastante evidente por sua popularidade. As áreas de T&D, em todo o mundo, estão ficando rigorosas para preparar programas de treinamento altamente adequados, e se tornam ainda mais exigentes com os profissionais designers de instrucionais.

A maioria da demanda por Designers de Instrucionais vem devido ao aprendizado de ferramentas e tecnologia associada ao seu trabalho. Estudantes em todo o mundo mostraram a necessidade por mídias digitais mais sofisticada para fins de aprendizagem. O objetivo é propoercionar uma interação mais significativa do aluno com o material de estudo. A diversidade é chamada para permitir aos alunos experimentar a fase de aprendizagem em novos formatos e mídias.

Educadores experientes e Designers Instrucionais não estão mais satisfeitos com os recursos das apresentações do PowerPoint, e estão na busca constante de maneiras criativas de entregar sua mensagem para os alunos. O esforço é preencher o gap entre os alunos e os provedores de conhecimento.

Então vamos ver algumas tendências que os designers instrucionais precisam praticar ao longo de 2017:

1. Realidade Aumentada (RA)

Sim! Estamos experimentando e desfrutando o conceito e os aplicativos de jogos da realidade virtual (RV), mas para a realidade aumentada, o melhor ainda está por vir. Embora a realidade virtual esteja sendo usada em uma infinidade de dispositivos e empresas de desenvolvimento de aplicativos móveis, a conquista da realidade aumentada na arena educacional e de aprendizado eletrônico é inevitável.

Simplesmente falando, RA é muito mais avançada e excitante do que o antecessor. Além disso, o script e o design de ferramentas e programas de instrução em RA são muito mais baratos e atraentes do que os programas orientados para RV.

É óbvio que os designers instrucionais podem esperar um aumento na demanda por aplicativos e ferramentas móveis integrados em RA dos provedores de educação, e a tendência não é provável que pare imediatamente.

As estatísticas e a aceitação do aluno são suficientes para indicar a importância da inclusão da realidade aumentada na descrição do trabalho dos Designers Instrucionais

2. Livros digitais

Hoje, os provedores educacionais em todo o mundo estão colocando grande ênfase em 100% on-line e recursos de aprendizagem assíncronas. Além disso, a preferência pela presença off-line desses materiais de estudo, e a opção de acessar seu smartphone está aumentando drasticamente.

A aplicação da opção dos livros didáticos digitais, evidentemente, melhorou o nível de realizações acadêmicas e taxas de abandono escolar. Em 2017, os designers instrucionais empregam ativamente o uso de livros didáticos digitais para proporcionar conveniência e uma experiência de aprendizado altamente envolvente.

3. Análise de Aprendizagem

A análise de aprendizagem provou ser altamente bem sucedida no mundo do comércio eletrônico, o que contribuiu grandemente para o conceito de "business intelligence". Os consumidores estão muito conscientes do comportamento dos cookies do navegador e de como eles invadem sua privacidade. Isso levou à mudança para a analise da aprendizagem.

Learning Systems Management (LMSs) agora são usados para adquirir relatórios analíticos. O objetivo é personalizar os materiais de aprendizagem existentes e transformá-los em metodologias modernizadas para atender o aluno de várias maneiras. Em suma, as análises de aprendizagem estão sendo direcionadas para fornecer mais uma experiência educacional personalizada ou centrada no aluno.

4. Microlearning

O Microlearning ou a metodologia de entrega de conteúdo em pequenos pedaços podem parecer um pouco auto-explicativos e familiares, mas ainda estamos para ver o maior potencial da tendência. A mudança do aprendizado tradicional em que os alunos foram forçados a digerir volumes amplos e altamente rigorosos de conteúdo educacional para a microaprendizagem foi apreciada por alunos e profissionais em todo o mundo.

O Microlearning permite que os designers instrucionais criem e gerenciem conteúdo em termos de módulos curtos que funcionem entre os intervalos de 90 a 120 segundos. Os visuais curtos, os vídeos animados, as apresentações e os exercícios de fixação terminam de forma abrupta e são seguidos por testes rápidos, um feedback instantâneo e orientando o conteúdo de um programa de aprendizado completo.

5. Aprendizagem baseada em jogos

Não é um novo conceito, mas a aprendizagem baseada em jogos está definitivamente em ascensão. Uma metodologia de aprendizagem baseada em jogos exige técnicas de Design Instrucional Tácticas que são dominadas por uma prática constante em vez de serem um esforço único. Hoje, os designers instrucionais, em equipes, são capazes de criar jogos altamente interativos e envolventes para estudantes em todo o mundo.

O aprendizado baseado em jogos incorpora estratégias realistas de narração de histórias e outros recursos interessantes, como personagens principais relatantes que se apresentam como avatares, feedback proposital e elementos mais fortes que ligam os objetivos de aprendizagem ao ambiente de jogo. O objetivo final é criar motivação e engajamento no usuário através da aquisição da aprendizagem baseada em jogos. Dada a crescente mudança de uma simples e congestionada tecnologia de aprendizagem somente para texto, a aprendizagem baseada em jogos mais dinâmica e interativa certamente está nos cartões para o desenvolvimento dos melhores designers instrucionais em todo o mundo.

6. Interfaces de usuários naturais

A demanda por exibir os materiais de aprendizagem da maneira mais fácil possível é definitivamente alta. Vários sistemas de instrução, como os Learning Management Systems, estão agora remodelando seus produtos para criar interfaces de aprendizagem melhores e mais envolventes.

É uma prática comum para designers de instrução testar os resultados do programa de aprendizagem e editar o conteúdo e promover a dinâmica da interface. Aqui, o ponto de foco é a experiência do usuário que excitou os designers de instrução a trabalhar nesta tendência de forma mais agressiva do que antes.

Todas as tendências acima podem parecer familiares para alguns, mas a prática cada vez maior para Designers Instrucionais é algo que está contribuindo fortemente para sua aceitação global. Portanto, é hora dos Designers Instrucionais começarem a dominar essas tendências e continuarem a entregar o conteúdo das formas mais criativas e tentadoras para os alunos em todo o mundo.

IDI Instituto de Desenho Instrucional


0 visualização