UDI - Unidade de Desenho Instrucional - Como Cobrar e Quanto Pagar pelos Serviços de Desenho Instruc


Já passados alguns anos desenvolvendo recursos, ferramentas, materiais didáticos e formando pessoal qualificado e especialista na área de desenho instrucional, nos deparamos com uma grande diversidade relacionada aos valores que são cobrados pelos serviços que envolvem desde o desenvolvimento até consultorias de serviços de DI.

Me perguntam: Quais são os parâmetros que utilizamos para pagar o serviço deste profissional e qual a unidade média de medida que se utiliza hoje no mercado?

A resposta é: não há parametrização no mercado. O que percebo é que o mercado está totalmente desregulamentado abrindo espaço para a diversidade de valores aplicados na venda e aquisição de produtos e recursos educacionais.

Podemos dizer que o mercado da Educação a Distancia é um dos que mais sofre com essa falta de regulamentação.

Nos treinamento que ofertamos em Desenho Instrucional ouvimos diversos colaboradores das empresas discorrerem sobre a dificuldade de entendimento acerca dos preços cobrados por determinados serviços e a falta de parametrização para consulta de valores.

Muitas destas interessadas em elaborar editais licitatórios...Então como saber qual o real valor de determinado recurso que envolve a tecnologia educacional?

Vamos disponibilizar uma fórmula simples sobre como descobrir um valor de referência de pagamento de serviços que envolvem o serviço de desenho instrucional.

Vamos falar da UDI - a sigla que remete à unidade de metrificação utilizada para a cobrança de serviços relacionados ao desenho instrucional. UDI quer dizer Unidade de Desenho Instrucional.

O valor de referencia será definido como o esforço associado ao suporte ao desenho instrucional de uma hora de curso online, ou seja, para cada etapa de serviços descritos na tabela abaixo será computado para pagamento a carga horária estimada multiplicada pelo fator de aplicação do serviço respectivo. Os fatores de aplicação são divididos na proporção para cada etapa do projeto como um todo.

Etapa 1. Determinar o fator de aplicação utilizado em cada uma das etapas do seu projeto:

Primeiramente você deve estimar qual é a carga horária total do seu curso online. Escolha as etapas que constarão no projeto. Dividir o total de horas pelas etapas. Quanto tempo será gasto em cada etapa do projeto? EXEMPLO: trabalho de 1 hora pode ser subdividida conforme os fatores de aplicação abaixo:

Tabela fator de Aplicação


Feito isso você já saberá o porque que cada processo possui o fator de aplicação mais elevado ou não. Fatores de aplicação são diretamente proporcionais à complexidade de desenvolvimento, ou seja, quanto mais complexa a etapa do serviço maior é o valor do fator de aplicação. Para casos em que a consolidação do relatório de análise contextual (consultoria) seja complexa o fator de aplicação pode chegar até 0,35. Para o planejamento de um curso poderão ser contratadas todas as etapas acima descritas ou apenas parte delas.

Etapa 2. Determinar o custo de produção do projeto:

Para determinarmos qual o custo de produção do projeto é necessário que esmiucemos cada uma das etapas acima descrito indicando quais as atividades e recursos utilizados em cada uma das etapas. Usamos a tabela de elementos institucionais (Tabela UDI) Desta forma, uma vez indicado qual atividade e recurso constará em cada etapa do projeto é possível calcularmos o custo de cada etapa.

EXEMPLO: Curso de 1 hora somente com videoaula. Conclui-se que para produzir o vídeo de 1 hora foi necessário a produção de videoaulas (do GRUPO 1) + especialista em ambiente virtual (GRUPO 2) + revisor técnico (GRUPO 3) + criação de Storyboard ( GRUPO 4).

Tabela de Elementos Instrucionais:



EXEMPLO: Curso de 20h/a a ser desenvolvido nas seguintes etapas escolhidas pelo consultor deve-se detreminar:

A. QUANTIDADE DE HORAS/AULA X FATOR DE APLICAÇÃO DE CADA ETAPA = VALOR DA HORA SERVIÇO

B. VALOR DA HORA SERVIÇO X QUANTIDADE DE RECURSOS DE CADA GRUPO = VALOR DA PRODUÇÃO

A. ETAPA: Elaboração Roteiros 20 x 0,4 = R$ 8 reais/hora

B. ATIVIDADE/RECURSO: ->> produção de videoaulas (do GRUPO 1) : 50 x R$ 8 = R$ 40

->> criação de Storyboard ( GRUPO 4): 500 X 8 = R$ 4.000

Total Etapa Elaboração Roteiros: R$ 4.040

A. ETAPA: Acompanhar Transposição do Curso 20 x 0,15 = R$ 3,00 reais/hora

B. ATIVIDADE/RECURSO: ->> especialista em ambiente virtual (GRUPO 2): 400 x R$ 3 = R$ 1.200

Total Etapa Acompanhar Transposição do Curso: R$ 1.200

A. ETAPA: Acompanhar Validação 20 x 0,1 = R$ 2 reais/hora

B. ATIVIDADE/RECURSO: ->> revisor técnico (GRUPO 3): 500 x R$2 = R$ 1.000

Total Etapa Acompanhar Validação: R$ 1.000

VALOR DE PRODUÇÃO: R$ 4.040 + 1.200 + 1.000 = R$ 6.240

Etapa 3. Determinar o preço do orçamento:

Determinado pela soma da hora de trabalho do consultor + valor de produção do serviço.

EXEMPLO: Curso de 20h/a a ser entregue em 20 dias trabalhando-se 2 horas/dia (40h). Supondo que a hora de trabalho do consultor seja R$ 200 é necessário que seja multiplicado o valor da sua hora de trabalho pela quantidade de tempo estimado para execução do projeto.

Hora do consultor R$ 200 x 40 = R$ 8.000

Custo de Produção (conforme exemplo acima): R$ 6.240

Total: R$ 14.240 para elaboração de um curso de 20h/a entregue em videoaula.

Conclusão:

Sabemos que a tabela de elemento institucionais traz a medida usada para desenvolvimento, a quantidade de tempo estimado para produção, e o preço médio aplicado pelo mercado. É importante salientar que a tabela varia de acordo com a dinâmica do mercado.

Para o planejamento de um curso, confirme já dito, poderão ser contratadas todas as etapas o que corresponderá ao planejamento padrão de um curso, isto é, aquele em que a quantidade de UDI é igual a carga horária do curso. Basta o designer analisar e determinar quais etapas deverão ser consideradas e aplicar o fator de aplicação em cada uma delas.

Veja como o trabalho do designer instrucional é técnico neste sentido! Logicamente os serviços também poderão ser contratados separadamente - o que barateia bastante o custo final.

Outra etapa que considero fundamental: conhecer a tabela das unidades de medida para fins de cálculo do projetos.

Veja aqui as referências para os elementos instrucionais com a descrição de cada item, seu formato de entrega e a unidade de medida utilizadas para fins de cálculo de projeto EAD.

Esses são os valores aplicados pela média aplicada pelo mercado. A origem destes valores foi determinada pela média de 315 propostas de apresentação para cotações de preços obtidas em registros de pregões eletrônicos ocorridos entre os anos de outubro de 2014 até junho de 2016. Percebemos que a alteração ou reajuste dos valores unitários para cada peça produzida ocorre anualmente na proporção de 8 a 12% sobre os valores aplicados no ano anterior.

Essa é uma pesquisa informal realizada pelo IDI - Instituto de Desenho Instrucional Ltda - em conformidade com a participação de pregões que apresentaram objetos de contratação de serviços de desenvolvimento para recursos EAD.

Quer aprender a calcular? Inscreva-se Aqui.

IDI - Instituto de Desenho Instrucional Ltda. Ao utilizar indicar fonte.

#UDIunidadededesenhoinstrucional

2,105 visualizações