Quanto Custa o eLearning?



Todos nós já ouvimos as histórias de horror: “Eu só queria uma simples unidade de e-learning e eles tentaram me cobrar R$ 20.000!” E o que dizer: “Eles me orçaram R$ 2.000, mas acabei pagando R$ 20.000 pelo programa de treinamento que eu queria!”

Independentemente de você ter um orçamento controlado ou ter “bolsos sem fundo”, é necessário pensar em quanto custa o eLearning. Aqui estão algumas perguntas que você deve se fazer para ter certeza de que sabe o que está pagando e o que está recebendo.

1. Quem está criando o conteúdo de treinamento?

Se você fornecer todo o próprio conteúdo de treinamento, poderá reduzir alguns dos custos de produção de e-Learning. Isso significa que a empresa de eLearning não precisará contratar conteudias, eles apenas obterão seu conteúdo bruto e criarão o eLearning compatível com SCORM. Não é de surpreender que, se você solicitar ao seu fornecedor de aprendizado on-line a criação real de conteúdo para seu treinmento e-learning, a cotação será mais alta.

Tópicos simples que não envolvem tanta pesquisa ou conhecimento profundo exigirão menos trabalho e, consequentemente, serão mais baratos do que o eLearning realmente complexo.

Seja o que for que você precisa - se você está tentando informar sua equipe sobre qual extintor de incêndio usar em qual instância ou como a teoria quântica se aplica ao seu processo de vendas - a empresa de eLearning precisará saber desde o início para obter uma cotação precisa. Se você alterar a demanda de conteúdo depois de começar a trabalhar na unidade, não fique surpreso se o custo aumentar.

2. A narrativa é importante para você?

Estudos mostram que as pessoas aprendem mais efetivamente quando o conteúdo é organizado em uma narrativa. Você pode optar por ignorar essa evidência e provavelmente economizará algum dinheiro, mas terá que trocar as economias imediatas por um valor a longo prazo.

Desenvolvedores de eLearning podem criar um treinamento simples de A a Z por “dez centavos”. Os fornecedores especializados em instruções baseadas em narrativas não são tão fáceis de encontrar e, é claro, cobram mais. Isso não é porque eles percebem como é raro o serviço deles - é porque é preciso mais trabalho para criar o eLearning que realiza a dupla tarefa de entregar o objetivo de aprendizado e contar uma história convincente.

O Método da Descoberta fornece um meio termo atraente. Envolve fazer com que o aluno insira suas próprias experiências e pensamentos diretamente no módulo de aprendizado. Devido à funcionalidade adicional envolvida, custa mais do que o eLearning padrão, mas a beleza disso é que os próprios alunos criam a história à medida que progridem pela unidade de treinamento. Isso não apenas tira o peso da equipe de produção, mas também personaliza cada experiência, incorporando ainda mais o treinamento.

3. Você precisa de tradução para vários idiomas?

Se você quiser o e-Learning para uma força de trabalho global, precisará criar treinamentos traduzidos e adaptados para cada região. Em seu nível mais complexo, seu treinamento pode depender de legislação diferente, dependendo da região.

No mínimo, você precisará ter o conteúdo traduzido em diferentes idiomas. Qualquer que seja o fornecedor escolhido, você precisará garantir que eles lidam com uma agência de tradução profissional.

4. Que nível de funcionalidade você incluirá?

Você pode desenvolver um slideshow funcional rapidamente, sem custo, usando um software de apresentação gratuito. Se você deseja criar e-Learning com recursos de vídeo, animações e gamificação, precisará de uma equipe de desenvolvedores experientes de e-learning. Você precisará empregar os serviços de:

  • Especialistas em gamificação

  • Designers de instrucionais

  • Desenvolvedores

  • Designers gráficos

  • Cinegrafistas

  • Revisores

  • Apresentadores de vídeo

  • Pesquisadores

  • Narradores

  • Programadores

Com um modelo básico, você pode baixar alguns custos. No entanto, se o eLearning for extenso, a quantidade de texto com perguntas no final não funcionará.

Isso não quer dizer que você não pode se safar com módulos simples de e-learning. Às vezes, faz sentido prender os recursos extras ou animações. Talvez você tenha um prazo muito apertado, ou talvez o módulo precise apenas de alguns slides.

Não estamos sugerindo que você gaste onde não é vital. Se você está lançando o eLearning para todos, em todos os departamentos, em todos os países, considere isso um exercício de marketing interno. É inútil criar uma biblioteca abrangente de conteúdo se seus funcionários ficarem entediados antes de concluí-lo.

Os avanços na tecnologia elevaram o nível da UX e é correto que o conteúdo de eLearning siga o exemplo. Quanto mais tempo, esforço e funcionalidade você adicionar ao seu eLearning, mais custará - essa é a realidade simples. Você não deveria estar se perguntando quanto custa - você deve se perguntar o quanto vale a pena. Se você puder entregar um objetivo de aprendizado que se mantenha com seus funcionários - isso, amigos, é inestimável.

IDI Instituto de Desenho Instrucional.


0 visualização