5 Perguntas Indispensáveis para Designers Instrucionais



Como designer instrucional vale a pena ficar de olho no quadro geral.

Ninguém quer as dores de cabeça associadas a seguir o caminho errado. Conseguir uma visão panorâmica da situação pode ajudar. Aqui estão cinco perguntas inteligentes a serem feitas quando você se encontra com um cliente pela primeira vez.

1. Qual é o objetivo da sua organização?

O trabalho que você executa para um cliente interno ou externo terá melhores resultados se você estiver ciente do principal objetivo e missão do cliente. No nível mais alto, você pode garantir que seu trabalho esteja alinhado com seus objetivos. No nível mais detalhado, você pode escolher palavras e imagens que estão em sincronia com o que eles estão tentando alcançar.

Se o seu cliente é um negócio, então a questão é: “Qual é o objetivo de negócio da sua empresa?” Muitos de nós, no entanto, trabalhamos com organizações sem fins lucrativos, acadêmicas e governamentais. Portanto, mesmo que suas metas não sejam basicamente orientadas para os negócios, essas organizações também têm um foco principal.

2. Qual problema você quer resolver com o treinamento?

Muitos clientes chegam à conclusão de que o treinamento é a resposta para seus problemas. Sim, esta é uma boa mudança desde os dias em que as pessoas achavam que treinar era uma perda de tempo. Mas o fato é que o treinamento nem sempre é a solução.

Os conhecimentos e habilidades que os designers instrucionais possuem são transferíveis para muitas áreas de atuação. Então, quando você ouvir o que seu cliente quer alcançar, pense se o treinamento é a melhor solução.

Algumas outras possibilidades incluem: suporte ao desempenho (ajudas de trabalho, aplicativos móveis, wikis , help desk); relações encorajadoras de mentores; discussões via mídia social; ou uma modificação de software, se o problema for técnico.

3. Quais são os maiores obstáculos para resolver este problema?

Ao descobrir os obstáculos, você será capaz de juntar a solução. Primeiro, tente categorizar a forma em que os obstáculos existem.

Por exemplo, alguns obstáculos, como baixa motivação e altas taxas de rotatividade, podem se originar da cultura negativa de uma organização. Por outro lado, quando os funcionários não conseguem lembrar como executar tarefas complexas ou precisam memorizar scripts longos, é bem provável que o suporte ao desempenho do trabalho esteja ausente.

4. Em que tipo de ambiente ocorrerá a aprendizagem?

Quando o treinamento formal é uma solução em potencial, é importante entender o ambiente no qual os alunos serão imersos. Se os funcionários do call center precisarem referenciar rapidamente um procedimento, esse é um ambiente de aprendizado muito diferente dos profissionais de saúde que precisam de treinamento para evitar infecções hospitalares.

5. Como os funcionários se sentem sobre o aprendizado online?

Talvez você tenha ouvido algumas reclamações sobre o eLearning ultimamente? Muitos funcionários foram inundados com muitos viradores de páginas e pouco envolvimento. Se você descobrir que os membros da audiência foram desligados para treinamento - e aprendizagem on-line em geral - esta é sua chance de virar a maré.

Use isso como uma oportunidade para dar aos alunos treinamento simplificado com mais personalidade, maior engajamento e menos informações do que eles já tiveram antes. Você pode ter que lutar por isso, mas vale a pena o esforço.

IDI Instituto de Desenho Instrucional

#analisecontextual #briefing

75 visualizações