3 D’s: Técnicas Avançadas de Design Instrucional


Quem diria que criar um curso seria algo tão complexo, certo? Complexo no sentido de haver muitos quesitos s serem levados em consideração antes de “jogar" conteúdos embientes virtuais de aprendizagem. Criar uma formação, uma instrução, um programa que visa promover conhecimento em outras pessoas devemos nos atentar à responsabilidade que isso trás. Promover conhecimento pode ser para qualquer um. Mas promover conhecimento que muda comportamento … isso é pra profissional. O designer instrucional pode facilitar um processo transformador exclusivo dentro da sua organização/escola/agencia. Você sabia que existem muitos ativos valiosos disponíveis para os profissionais de design instrucional e que devem ser utilizados por quem criar programas de treinamento/cursos?

3 D’s: Técnicas avançadas de design instrucional:


1) Definição dos objetivos de aprendizado adequados,

2) Decisão de quando e como dividir seu conteúdo

3) Desenvolvimento da estratégia correta de design instrucional.


Essas etapas ajudarão você a melhorar a eficiência do seu plano de aprendizagem e ditar regras quem mudam comportamentos de alunos/clientes e colaboradores.


Antes de criar um curso atente às 3 etapas pois elas formam a base para decidir o conteúdo, o método instrucional, a avaliação, a duração do curso e o custo.


Os bons objetivos de aprendizagem fornecidos no início do curso cumprem o princípio de aprendizagem de adultos de que os adultos precisam saber por que devem aprender alguma coisa.


1. Objetivos de aprendizagem


Um objetivo ideal de aprendizagem tem 3 componentes.

-> Desempenho: descreve o que o aluno deve ser capaz de fazer.

-> Condição: refere-se à situação ou ambiente em que o desempenho deve ocorrer.

-> Critérios: Descreve o nível de competência que deve ser alcançado ou superado.

Dicas para enquadrar objetivos de aprendizado:


  • Alinhe o conteúdo e as avaliações com os objetivos de aprendizagem para garantir que os objetivos sejam alcançados.

  • Conheça o seu aluno.

  • Qual deve ser o nível atual de conhecimentos e habilidades dos alunos?

  • Eles têm algum conceito errado sobre o conteúdo ou tópico?

  • Qual é o nível e o estilo de linguagem que eles preferem?

  • Evite objetivos que não possam ser medidos.

  • Ser capaz de se relacionar com os outros.

  • Ser capaz de pensar criticamente.

  • Mantenha seus objetivos de aprendizado simples e breves.

  • Esteja equipado para articular a venda de valor versus os recursos de venda e dar suporte ao cliente durante todo o processo de vendas.

  • Liste 3 benefícios da venda de valor aos clientes

  • Comunique claramente a intenção.

  • Internalize uma crescente conscientização sobre a nova linha de produtos

  • Nomeie os produtos em nossa nova linha de produtos

  • Especifique o desempenho do aluno após o treinamento.

  • Obtenha confiança ao lidar com os clientes por telefone e maximize suas oportunidades para melhorar suas técnicas de tratamento de objeções

  • Lide com objeções do cliente usando a técnica LACE

2. Chunking de conteúdo (fragmentação de conteúdos)


O chunking é um método de dividir o conteúdo em pequenos pedaços ou pedaços, o que garante uma leitura, compreensão e retenção mais fáceis por meio de:


  • Frases nítidas

  • Listas com marcadores e numeradas

  • A divisão de conteúdo é necessária quando você tem muito conteúdo que precisa ser exibido em uma única tela para reduzir a carga cognitiva no aluno.

  • O conteúdo de cada tela precisa ser dividido em "Precisa saber" (essencial para alcançar os objetivos de aprendizado) e "Bom saber" (explicações mais detalhadas, exemplos etc.).

Benefícios do Chunking de Conteúdo


Chunking ajuda a:


  • Facilitar a aprendizagem

  • Transmitir informações com mais eficiência

  • Os alunos se concentram nos pontos principais

  • Apresentar informações de forma consistente

  • Organize o conteúdo logicamente

  • Enfatize os tópicos "preciso saber"

  • Compreenda e recupere informações facilmente

  • A fragmentação é feita no nível do curso, da unidade e da tela.


A divisão do nível do curso é feita para determinar a hierarquia e dividir um curso em:


  • Módulos

  • Lições / Unidades

  • Telas / tópicos

A divisão no nível da tela é explicada de 3 a 5 "pontos de aprendizado" por tela. Um "ponto ou unidade de aprendizado" é um pedaço de aprendizado que não pode ser mais detalhado.

A divisão do nível da tela geralmente contém:

  • Listas com marcadores

  • Subtítulos curtos

  • Tabelas

  • Frases curtas com uma ou duas ideias por frase

  • Parágrafos curtos, até parágrafos com uma frase

  • Texto de fácil leitura, com frases-chave em negrito

  • Imagens

Diretrizes sobre quando dividir o conteúdo.


-> Quando dividir o conteúdo


Se o curso tiver áudio adequado:


  • Chunk mais conteúdo

  • Mostrar pequenas frases independentes na tela

  • Dê descrições detalhadas no áudio Ao explicar um processo ou procedimento:

  • Mostrar conteúdo em pedaços usando interatividade

  • Explique o processo em detalhes no áudio Se o curso tiver mais recursos visuais:

  • Chunk mais conteúdo

  • Deixe o visual falar

  • Não fragmentar nesses casos leva à redundância


-> Quando não dividir o conteúdo

Quando o curso não é dominante em áudio:


  • Dê mais explicações na tela

  • Use o áudio para destacar pontos importantes ao explicar fatos e princípios:

  • Divida o conteúdo o menos possível sem alterar o significado quando o curso tiver mais texto / menos recursos visuais e sem áudio:

  • Mostre todo o conteúdo na tela

3. Estratégias de identificação


Uma estratégia instrucional é uma abordagem de alto nível de como uma matéria / tópico será ensinado. Objetivos claros de aprendizado e metas de design são o pré-requisito para qualquer estratégia instrucional, incluindo a estratégia instrucional e a estratégia audiovisual. Eles são guiados por vários elementos, como dispositivos de aprendizado, padrões de apresentação, avaliações, elementos de mídia, conformidade com os padrões e outras especificações funcionais.

Componentes de uma estratégia de identificação


Os vários componentes de uma estratégia de DI incluem:


  • Conteúdo: envolve atividades como agrupar o conteúdo em unidades gerenciáveis, segregar em recursos necessários e agradáveis, além de apresentá-lo em um fluxo lógico.

  • Mídia: Inclui elementos de mídia: animações de áudio e vídeo. As animações podem ser usadas para explicar um conceito, idéia ou processo melhor e os elementos de áudio ou vídeo podem ser usados ​​para aprimorar a experiência de aprendizado.

  • Visual: inclui a interface gráfica do usuário (GUI), gráficos e imagens. Eles representam os vários elementos e o ambiente físico que um aluno encontra em um curso.

  • Avaliações: Inclui formativo ou / e sumativo e ajuda a incutir o pensamento analítico e habilidades criativas de resolução de problemas.

  • Técnico: inclui especificações funcionais do que você pode ou não fazer no curso, no que diz respeito às considerações do LMS, conformidade padrão e ferramentas de autoria que são usadas.


Você está pronto para conceitos de design instrucional mais avançados? Mãos-a-obra e torne seu curso mais efetivo! Não há nada melhor que um curso que realmente ensina e uma estratégia que realmente seja eficaz para promover motivação e mudança de comportamento no aluno, concorda?


IDI - Instituto de Desenho Instrucional


#desenhoinstrucional #ferramentasdeautoria #articulate #storyline #storyline360 #EaD #conteudogital #criarcursoonline #elearning #cursosonline #treinamentosonline #treinamento #desenvolvimento #conteudosead #experienciasdeaprendizagem #rh #dho #EducaçãoCorporativa #Aprendizagem #professor #professora #professores #professoras #montarcursosonline #criarcursosonline #criarcursos #montarcursos

152 visualizações

Posts recentes

Ver tudo