4 Melhores Práticas para Treinamento e Desenvolvimento


É verdade o que dizem: um funcionário é tão bom quanto o treinamento que recebeu. Se você já foi exposto a treinamento que não foi tão impactante quanto poderia ter sido ou deixa você se sentindo um pouco menos do que certo de que você sabe o que está fazendo, então você sabe do que estamos falando. Não só o treinamento ineficaz pode realmente prejudicar a sua organização, mas também cria uma cultura de frustração e infelicidade em sua força de trabalho.


A criação de programas impactantes de treinamento e desenvolvimento dentro de sua organização é o primeiro passo não apenas na criação de funcionários mais eficientes e produtivos, mas também funcionários mais satisfeitos.


Então, vamos nos aprofundar no que identificamos como 4 das melhores práticas de treinamento e desenvolvimento para incorporar em sua organização! Garantir que não apenas "o que", mas "como" você treina seus funcionários, se encaixe com eles e realmente faça diferença nas operações diárias.


1. Identifique seu público e os desafios de desempenho antes de começar

Esse passo crítico é o melhor lugar para começar. Se você não sabe quem é seu público e com o que ele está se debatendo, é preciso que você se esforce para conhece-lo, pois só assim poderá apresentar as informações certas e alinhandas às necessidades de sua organização.


Pense no contexto do seu colaborador; incluindo sua educação, experiência de trabalho e vida cotidiana. Eles estavam em uma sala de aula da faculdade há apenas alguns anos ou tem sido décadas desde o ensino médio? Tente falar sobre suas experiências e oferecer conteúdo em uma linguagem que seja fácil para eles entenderem. Seu objetivo é fazer com que seu treinamento seja relevante para todos. Se você está trabalhando com um grupo diversificado, pode levar mais tempo para criar um plano de treinamento que funcione bem para todos.


Quando você souber com quem está falando, poderá identificar os desafios de desempenho que seu grupo possui. Concentre-se no que seus funcionários são motivados e com quais tarefas eles parecem “tropeçar” mais; Não tenha medo de ser específico. Com quais comportamentos ou desafios específicos seus funcionários precisam trabalhar para desenvolver melhores hábitos ou um fluxo de trabalho mais eficiente? Mostrar aos funcionários como seu treinamento pode impactar positivamente suas carreiras, bem como sua organização, é uma excelente estratégias para mantê-los engajados.


2. Crie um plano de mobilidade, flexibilidade e acessibilidade

Torne seu programa de treinamento o mais fácil possível para que todos possam acessá-lo. Como? Sempre recomendamos a criação de um plano de treinamento que seja facilmente acessível por meio de dispositivos móveis. Ao tornar seu treinamento compatível com dispositivos móveis, você está criando um ambiente no qual os alunos podem aprender em seu próprio ritmo e em seu próprio tempo. Oferecer um plano móvel e acessível a qualquer hora e em qualquer lugar significa que você está criando o treinamento mais eficaz - o tipo que sempre atende à programação do aluno. para que seus funcionários concluam o treinamento.


3. Inove nas Metodologias

Todo mundo adora uma ótima história. Mas é ainda melhor quando você se sente parte da ação. Permitir que os alunos interajam com uma história os envolve muito mais do que se eles estivessem observando passivamente as informações apresentadas a eles. Utilize áudio e vídeo para criar um programa de treinamento que ofereça aos seus alunos a chance de interagir e se envolver com um assunto e você verá uma grande mudança no sucesso e retenção de seu treinamento. Além disso, a gamificação introduz um elemento de competição em seu treinamento, oferece um pouco de desafio e emprega as habilidades de resolução de problemas de um aluno. Os vídeos interativos dão aos alunos a oportunidade de dar a tacada inicial e decidir um resultado em um ambiente de aprendizado ativo que pode apresentar com segurança as consequências de uma má escolha. E com o advento das tecnologias de realidade aumentada e virtual, há mais oportunidades do que nunca para os alunos interagirem com as histórias por trás de seu treinamento para ajudá-los a se concentrar nas informações e objetivos que sua organização está apresentando.


4. Incorpore avaliações para testar o conhecimento

A incorporação de avaliações formativas e somativas no treinamento de sua organização oferece muitos benefícios. As avaliações formativas apresentam os pontos de teste ao longo do caminho, tornando-os mais propensos a se auto-avaliar e analisar as informações para garantir que estejam preparados para sua avaliação, além de ajudar a quebrar a monotonia de um longo curso. As avaliações somativas não apenas permitem que as partes interessadas saibam como seus alunos estão progredindo, mas também fornecem à organização a capacidade de incorporar ajustes e correções de curso ao seu treinamento ao longo do caminho. Ambos os tipos de avaliação fornecem dados ao usuário final que são valiosos para entender se o treinamento é eficaz, bem como a maneira como seus alunos estão progredindo. Se uma lição em particular não for eficaz, ter uma avaliação permitirá que você veja o problema mais rapidamente e ajuste seu treinamento para resolver qualquer problema.


Siga estas dicas e você criará um programa de treinamento e desenvolvimento que vai muito além de simplesmente apresentar aos funcionários as informações que você precisa que eles saibam. Você estará criando um ambiente de aprendizado envolvente em que seus funcionários são alunos ativos que escolhem onde (e quando) aprendem - ao mesmo tempo em que oferece aos interessados ​​a oportunidade de avaliar o que seus funcionários realmente estão aprendendo e fazer correções no treinamento conforme necessário.


IDI Instituto de Desenho Instrucional


#treinamento #desenvolvimento #desenhoinstrucional #ead #conteudos #metodologiasativas #gamificação #realidadeaumentada #realidadevirtual #storytelling #mobilelearning

0 visualização