7 Causas de Sobrecarga Cognitiva no E-Learning


Seus alunos on-line devem estar mentalmente preparados para absorver informações e conectá-las ao conhecimento pré-existente. O problema é que eles não estão treinando no vácuo, e precisam lidar com uma variedade de problemas que os impedem de reter informações e vinculá-las ao mundo real. Como designers instrucionais, é nosso trabalho criar um ambiente ideal que facilite o processo de ensino e aprendizagem para nosso publico. Abaixo estão 7 razões comuns pelas quais os alunos on-line experimentam sobrecarga cognitiva e dicas para evitá-los.


1. Sobrecarga de Informações

O cérebro só consegue lidar com uma quantidade finita de informações de uma só vez. Muitas ideias ou conceitos liberados de uma só vez podem impactar negativamente no processamento da memória. Por esse motivo, é crucial dividir tópicos mais complexos em partes de fácil aprendizagem. Comece com um resumo dos tópicos e aplicações práticas para que os alunos on-line possam se concentrar nos aspectos essenciais. Outra ótima maneira de evitar sobrecarga cognitiva é fornecer uma biblioteca de treinamento on-line de microlearning que permita que os alunos sigam seu próprio ritmo. Eles podem se concentrar em um tópico ou tarefa de cada vez, depois refletir sobre as ideias e como elas se traduzem no mundo real.


2. Estresse

O estresse em pequenas quantidades é perfeitamente saudável. Isso ajuda a motivar os alunos e a mantê-los concentrados na tarefa. Mas, carga alta de estresse pode levar a sobrecarga cognitiva e dificultar o processo de aprendizagem. Você deve apresentar aos alunos on-line a quantidade ideal de desafio sem colocar muito em seus ombros. Outra maneira de diminuir o estresse é usar esquemas de cores calmantes e dicas de humor para aliviar o clima.


3. Ambiente de Aprendizagem Caótico

O ambiente de eLearning deve ser um espaço seguro e acolhedor, onde os alunos online se sintam confortáveis. Mas se o projeto de curso for caótico, causará o efeito oposto, colocando os alunos on-line em situação de insegurança e contribuindo para seus níveis de alto estresse. Reveja seu curso e opte por um layout simples que mostre o assunto em vez de tentar impressionar seu público.


4. Apresentação Ineficaz

A forma como as informações são apresentadas não se alinha com as necessidades dos aprendentes on-line ou com suas preferências de aprendizado. Por exemplo, os alunos on-line que preferem mais recursos visuais podem não conseguir absorver as informações de maneira eficaz ouvindo um podcast. É por isso que é essencial diversificar seus formatos de entrega e usar um LMS de design responsivo para melhorar a acessibilidade.


5. Conteúdo desnecessário

Há tantos estímulos visuais que sobrecarrega as sinapses mentais dos alunos, uma vez que a mente só pode armazenar uma quantidade limitada de informações. Evite esse erro comum excluindo imagens ou textos que não se relacionam com os resultados desejados. Realize um grupo focal antes do lançamento para obter feedback on-line do aluno e identificar os elementos desnecessários que você pode ter esquecido, como imagens ou sons de fundo que prejudicam os principais pontos de discussão.


6. Distrações externas

Alunos on-line estão lidando com horários apertados, obrigações de trabalho e até mesmo distrações de tecnologia que impedem a imersão. Há tanta coisa acontecendo que eles acham difícil parar a multitarefa e se concentrar apenas no treinamento. A coisa complicada sobre as distrações é que a situação de todos é diferente. Um aluno on-line pode ficar tentado a verificar sua página no Facebook quando deveria estar estudando questões de conformidade, enquanto outro está pensando em todas as obrigações de trabalho e em como eles vão lidar com sua programação. Depois, há a questão de ambientes de aprendizagem ruidosos e outros distratores externos. Tudo está competindo por sua atenção. Felizmente, você pode manter os alunos on-line mentalmente focados criando cursos de eLearning relevantes e esteticamente atraentes. Faça com que eles tomem conhecimento de uma questão controversa ou instigante, ou ofereçam informações apresentadas em padrões que não exigem muito tempo.


7. Falta de contexto

A informação que você está fornecendo para os alunos on-line é valiosa, mas eles simplesmente não conseguem ver como isso se às situações do mundo real. A falta de contexto impede que eles vinculem essa nova ideia a conceitos preexistentes que já armazenaram em seus bancos de memória. Não há quadro ou referência, o que torna ainda mais desafiador relacionar-se com o conteúdo de eLearning e atribuir significado. No entanto, atividades do mundo real podem ajudá-lo a conectar todas as peças e evitar sobrecargas cognitivas. É mais fácil para os alunos on-line lembrar as informações quando podem aplicá-las e determinar como elas se relacionam com suas vidas. Você também deve incluir um resumo das vantagens e usos na introdução do curso. Dessa forma, eles sabem o que esperar e estão mais motivados para aprender porque entendem a importância do assunto.


Todo aluno on-line lida com desafios únicos que devem ser considerados em seu processo de desenvolvimento de treinamentos. Uma das formas mais eficazes de diagnosticar as causas da sobrecarga cognitiva em seu público é obter sua opinião. Pesquise com seus alunos on-line para revelar quais problemas ou distrações eles enfrentam. Em seguida, personalize sua estratégia de eLearning para diminuir a carga cognitiva e criar um ambiente de eLearning que atenda às suas necessidades emocionais e psicológicas.


IDI Instituto de Desenho Instrucional

301 visualizações