6 Mitos Sobre Social Learning


Não há como rastrear interações ponto a ponto. O aprendizado social é sobre conversas improvisadas que ocorrem organicamente. A mídia social é o cerne de uma estratégia bem-sucedida. Essas são apenas algumas das inverdades sobre aprendizado social no treinamento on-line. Equívocos que podem estar impedindo sua organização de lançar um programa colaborativo de eLearning que facilita o compartilhamento de conhecimento. Esses 6 mitos populares de aprendizado social podem ser amplamente divulgados, mas estão completamente errados. Então, vamos descartá-los hoje para que seus funcionários e os resultados da empresa possam desfrutar das muitas vantagens da teoria do aprendizado social.


1. O aprendizado social moderno só pode ocorrer nas mídias sociais

A mídia social é a única plataforma que você pode usar para implantar o aprendizado social na era digital. No entanto, demonstrações de vídeo, treinamento por pares e outros recursos interativos fazem parte do pacote. Plataformas como o YouTube ou o Facebook são adições valiosas à sua estratégia, mas não são o único caminho de ação. Se você usa esses sites para aprendizado social, deve ter diretrizes em vigor para evitar o uso indevido. Por exemplo, os funcionários podem acabar jogando ou conversando com amigos, em vez de participar da discussão.


2. Não é mensurável ou orientado a comentários

Não há como medir o envolvimento da aprendizagem social porque é improvisado e informal, certo? A verdade é que você ainda pode monitorar interações baseadas em pares e desempenho do treinamento em um ambiente de aprendizado social. As métricas do LMS, as estatísticas de mídia social e o feedback dos alunos são apenas algumas das maneiras de identificar lacunas e áreas de melhoria em sua estratégia. Você pode até realizar avaliações e pesquisas após atividades de aprendizado social para análises aprimoradas.


3. Somente funcionários com experiência em tecnologia se beneficiam do aprendizado social

Os mitos da aprendizagem social têm uma maneira de limitar o potencial de treinamento on-line. Por exemplo, você assume que apenas funcionários com conhecimento em tecnologia se beneficiarão dessa abordagem. Portanto, você o evita porque deseja criar um ambiente de treinamento inclusivo. Na realidade, todos desfrutam das vantagens da teoria do aprendizado social. Até os novatos em tecnologia compartilham experiências com colegas e participam de eventos ao vivo ou assistem a vídeos. O aprendizado social não é apenas para os gurus da tecnologia que passam metade do dia nas plataformas de mídia social.


4. É sempre desestruturado e informal

A única maneira de lançar uma estratégia de aprendizagem social é deixá-la acontecer naturalmente. Colocar vários funcionários em uma sala ou em um fórum de discussão on-line e permitir que eles iniciem uma conversa. De fato, o aprendizado social nem sempre precisa ser desestruturado ou improvisado. Pode consistir em vídeos, eventos ao vivo agendados, grupos de treinamento por pares ou outras atividades de formulário. Esses elementos fazem parte de um currículo de aprendizado social bem-sucedido. Claro, também há espaço para conversas orgânicas que facilitam o compartilhamento de conhecimento, mesmo que não sejam pré-planejadas.


5. Aprendizado social é um conceito novo

O aprendizado social só existe desde que as mídias sociais entraram em cena. Esse equívoco comum vende brevemente a teoria do aprendizado social. Bandura introduziu o modelo nos anos 70 e as teorias de aprendizado cognitivo / comportamental já existem há muito mais tempo. Portanto, o aprendizado social não é um conceito novo nem está enraizado na era digital. De fato, a premissa básica por trás da teoria não tem nada a ver com tecnologia. É tudo sobre psicologia humana, como interagimos com os outros e reagimos a estímulos sociais, a maneira como observamos os outros em seu 'habitat natural' e imitamos suas reações para obter resultados semelhantes. Este modelo é baseado em processos e instintos mentais humanos primitivos. A tecnologia é apenas uma ferramenta que a trouxe para a era moderna.


6. Demonstrações ao vivo são a única maneira de implementá-la

Alguns acreditam que a aprendizagem social existe no outro extremo do espectro, pois não envolve mídias sociais, mas demonstrações ao vivo. Que a única maneira de reforçar comportamentos é mostrá-los em ação. Mais uma vez, isso limita todo o potencial da teoria da aprendizagem social. Existem inúmeras maneiras de implementar esse modelo em sua estratégia de treinamento online. De eventos gravados e tutoriais a anedotas pessoais e orientação por pares. Demonstrações ao vivo não são a única maneira de ensinar tarefas e corrigir comportamentos desfavoráveis.


Esses mitos sociais estão todos errados. No entanto, a maioria deles é baseada em simples mal-entendidos. Agora que você sabe a verdade e todos os benefícios que a teoria da aprendizagem social pode trazer, por que não incorporá-la em sua estratégia. Comece com fóruns de discussão e grupos de mídia social para facilitar o processo, depois crie maneiras criativas para aumentar a colaboração e o envolvimento de colegas. Considere a possibilidade de organizar eventos ao vivo para que todos possam compartilhar suas experiências e conhecimentos.


IDI Instituto de Desenho Instrucional


#sociallearning #aprendizagemsocial #grupos #compartilhamento #construitivismo #peerinstrucional #comunidadesdepratica #midiassociais #redessociais #ead #desenhoinstrucional

0 visualização