8 Dicas para Planejar Estratégias de Gamificação



Gamificação dá a sua organização o poder de envolver e motivar os funcionários em um nível pessoal. Os alunos tem a oportunidade de ganhar “medalhas”, progredir por níveis e desbloquear recompensas. Tudo isso “alimenta” a sua motivação e impulsiona esses alunos para o sucesso profissional. Mas onde você começa mesmo? Aqui estão 8 dicas para criar uma estratégia de Gamificação eficaz para o seu programa de eLearning corporativo.

1. Alinhe sua estratégia de gamificação com metas mensuráveis

A mecânica do jogo da a motivação para seus funcionários, mas metas e objetivos cumpridos são o grande propósito. Sua estratégia de gamificação deve ser apoiada por metas mensuráveis. O que seus funcionários precisam alcançar? Que desempenho ou lacunas de habilidade eles têm para preencher? Em última análise, a gamificação tem de reforçar comportamentos favoráveis ​​e orientar os funcionários na direção certa. Por exemplo, você deve recompensar os funcionários para a construção de habilidades essenciais e melhorar a proficiência da tarefa.

2. Dê Recompensas

Os funcionários que mergulharem na experiência de treinamento on-line devem ser recompensados. Afinal, eles estão fazendo o esforço e tendo uma postura pró-ativa. Uma das melhores maneiras de manter o seu entusiasmo e reconhecer o seu trabalho duro é recompensa-los com pontos, por exemplo, ou emblemas que podem orgulhosamente exibir em sua página pessoal.

3. Determinar o valor das conquistas dos funcionários

A recompensa deve corresponder ao esforço. Isso requer um conjunto bem organizado de critérios de gamificação. Quais atividades ou comportamentos você vai recompensar? E como? Por exemplo, cada vez que um funcionário conclui com êxito uma nova simulação de tarefa, eles ganham 5 pontos ou movem-se para cima no placar quando passam por uma avaliação on-line de conformidade. Crie um gráfico que define claramente quais atividades de treinamento on-line merecem recompensas e como eles podem ganhar incentivos extras. Além disso, é preciso acompanhar continuamente o envolvimento dos funcionários para garantir que as recompensas sejam eficazes no longo prazo.

4. Invista em Design

A recompensa em si deve ser boa o suficiente. No entanto, é sempre aconselhável apresentar o incentivo com um apelo estético. Por exemplo, emblemas coloridos que apresentam gráficos exclusivos ou um gráfico de sistema de pontos que inclui imagens. Esses recursos visuais podem dar aos funcionários uma motivação extra eles precisam participarem ativamente. Alternativamente, oferecer a sua equipe a chance de personalizar suas próprias recompensas. Obter sua entrada e, em seguida, conceber recompensas com base em seus interesses e preferências pessoais.

5. Confiar em motivadores intrínsecos

Muitas organizações investem em cartões-presente e outras recompensas extrínsecas para motivar seus funcionários. No entanto, isso geralmente derrota o objetivo da gamificação no eLearning corporativo. Os empregados estão focados em ganhar esses incentivos extrínsecos em vez de melhorar suas habilidades e práticas de trabalho. Como tal, eles são menos propensos a fazer uma mudança significativa. Por esta razão, os motivadores intrínsecos são a sua melhor aposta. Emblemas, pontos e níveis encorajam os funcionários a se apresentarem no seu auge para cumprir seu potencial. Badges podem não ter qualquer valor do mundo real, mas as habilidades e os funcionários conhecimento recolher valem o seu peso em ouro.

6. Rankings

As classificações combinam o melhor dos dois mundos. Eles permitem que os funcionários trabalhem em seus pontos fracos de forma assíncrona. No entanto, eles também têm a oportunidade de mostrar suas realizações e competir com seus pares. Apenas certifique-se de que todos respeitem os mesmos critérios e saiba o que está envolvido. Por exemplo, como eles podem alcançar a posição superior no ranking.Tenha em mente que tabelas de classificação podem não ser ideais para todos os aprendizes corporativos. Alguns podem preferir ganhar distintivos ou certificados.

7. Enquadre-o com uma história

Gamificação no eLearning corporativo deve ser pessoal e interativo. Acima de tudo, os funcionários têm que ser emocionalmente envolvidos na experiência de treinamento on-line. Uma das maneiras mais eficazes para conseguir isso é enquadrando-o com uma história. Coloque seus funcionários em uma missão épica, onde eles podem ganhar distintivos e avançar através dos níveis. Introduza personagens de eLearning para tornar as coisas mais interessantes e imersivas. Comece com um um bom Storytelling para mapear cada cena, em seguida, incorpore a mecânica do jogo. Isso também ajuda a manter os objetivos de aprendizado e transmitir os principais itens.

8. Mantenha simples

Em um momento ou outro, todos nós participamos de um jogo que era muito complicado de seguir. Não tínhamos certeza de como jogar, e muito menos como ganhar. Assim, nunca realmente mergulhamos no ambiente de jogo. O mesmo princípio se aplica na gamificação. Simples é sempre melhor, especialmente quando se trata de critérios de recompensa. Especifique como os funcionários podem ganhar cada recompensa e o benefício real que ela traz. Evite regras complexas e diretrizes que tornam o processo mais difícil.

O sucesso da gamificação depende do engajamento dos funcionários, da mecânica do jogo e da motivação intrínseca. Recompensas não são apenas recompensas. Eles são um meio para inspirar seus funcionários e ajudá-los a alcançar seu potencial.

IDI Instituto de Desenho Instrucional

#gamificação #motivação #motivaçãoeducacional #engajamento

0 visualização