A Transformação Digital no Ensino Superior é Urgente



Com a crescente demanda pelos cursos online, e a liberação do Ministério da Educação do credenciamento de novas instituições de ensino, é necessária uma conscientização acerca da transformação digital no ensino superior no Brasil. Vamos falar da transformação digital no ensino superior? Aqueles que experimentaram tecnologias modernas na educação relatam um aumento no desempenho geral das instituições de ensino superior.

Direto ao ponto: a transformação deste setor se concentra na criação de novos produtos educacionais e na transformação de produtos existentes em produtos digitais. Isso geralmente significa converter palestras offline em vídeos, criando textos e questionários digitais. Além disso, inclui o fornecimento de meios digitais para comunicação entre alunos e professores.

A transformação das operações ou secretaria acadêmica já exigia basicamente a digitalização de todas as operações comuns que as instituições de ensino têm, como admissão de estudantes, registro de programas e cursos, exames, desenvolvimento de programas e garantia de qualidade. Além disso, serviços de apoio como planejamento de estudos, gerenciamento de instalações, alocação de professores, agendamento, etc.

Quais as principais tecnologias que vão abalar as estruturas das IES (Instituições de Ensino Superiores)

Internet das coisas (IoT)

Os gestores de ensino superior já estão fazendo investimentos sérios na Internet das Coisas (IoT). Sabem que eexistem muitas coisas inteligentes ao seu redor, desde smartphones e relógios até carros e casas. Mas já pensaram em um campus inteligente? A IoT ajuda a automatizar muitos processos úteis. Vamos à alguns deles:

>> Termostatos inteligentes podem equilibrar a temperatura no interior do edifício, adaptando-se à situação exterior e interior. Resulta em: economia. Para que: criar um ambiente mais confortável para alunos e professores.

>> Iluminação: A substituição da iluminação tradicional por LED. Pode fazer a IES economizar até 50 mil reais/ano. Imagine em todo o campus o quanto não economizará ainda mais?

>> Campus: podem se transformar em mini cidades inteligentes com quiosques informativos inteligentes, rastreando tráfego de veículos e pedestres para otimizar a carga e usar redes elétricas inteligentes, incluindo monitoramento remoto e autenticação baseada em biometria, também podem ser implementadas.

Blockchain

O blockchain é uma tecnologia moderna usada para armazenar e transmitir informações de maneira distribuída, segura e eficaz. As instalações educacionais podem usar blockchain para armazenar dados dos alunos, como dados pessoais e desempenho de aprendizado. O benefício de tal tecnologia entre outros é a segurança. Além disso, blockchain é comumente usado para checagem de autenticidade, portanto, reduzirá enormemente problemas como trapaças em provas, testes, qualidade do que é ensinado e transmitido.

Segurança

Surge a necessidade de proteger a rede contra ameaças cibernéticas. As instituições de ensino superior devem implementar novas ferramentas que aprimorem a segurança cibernética, como a análise de comportamento de usuários e entidades (UEBA), que detecta atividades suspeitas no comportamento típico do usuário.

AR / VR

Outras tecnologias emergentes na educação são Realidade Aumentada e Virtual. Eles já estão sendo usados ​​nas salas de aula para criar lições mais informativas, pois essas tecnologias podem levar os animais para as salas de aula ou levar a turma toda para a lua. Embora a RV ainda tenha bloqueadores em termos de custos e conteúdo, o AR é uma tecnologia mais acessível, como requer apenas o celular. Além de aprimorar o conhecimento nas disciplinas médicas, de engenharia e ciências, o AR pode ser usado no campus para apoiar a orientação de bebidas.

Big Data

Se há dez anos atrás já era difícil gerenciar dados de dezenas ou até centenas de milhares de estudantes no papel imagine hoje. Agora tudo é digitalizado, mas será que é bem utilizado? Podemos usar Big Data para melhor gerenciamento de dados, análise e uso. O Big Data na educação requer que a informação sobre o desempenho e as habilidades de cada aluno analisadas individualmente, possam melhorar sua experiência de aprendizado personalizando-o. Além disso, é usado para uma melhor análise do programa e é uma base para aprendizado de máquina e IA.

AI e aprendizado de máquina

A Inteligência Artificial e sua base, o aprendizado de máquina, fazem parte da transformação digital global e as instituições de ensino superior não ficam para trás. Essas tecnologias emergentes são usadas para assistentes de ensino de IA, análise avançada do desempenho dos alunos, dados de IoT e muito mais. É crucial implementar a IA, mesmo que as IES já usem plataformas como YouTube, Google, etc. pois elas querem que as experiências de aprendizado sejam adaptadas a elas e sejam consumidas quando e onde quiserem.

A Inteligência Artificial é mias comumente usada em conteúdo e Sistemas de Gerenciamento de Aprendizagem para criar mais ferramentas de aprendizado ativadas por IA que não apenas geram uma resposta para os alunos, mas também fornecem uma explicação clara , um reforço com um guia passo a passo.Essa abordagem de aprendizado aumentará a eficiência dos alunos, já que eles podem aprender em qualquer lugar e a qualquer momento.

Além disso, algumas escolas, usam AI como o IBM's Watson para ajudar os alunos durante o primeiro ano no campus a criar uma experiência mais agradável. Watson pode responder a mais de 1.600 perguntas em tempo real sobre admissões, autorizações de estacionamento, vida no campus, locomoção pela cidade, ajuda financeira, e muito mais.

IES que ajudam os alunos a se estabelecerem e se sentirem mais em casa obtém como resultado, a taxa de retenção aumentada e o estresse do primeiro ano do aluno diminuida.

Maior acessibilidade

As universidades tentam tornar a educação acessível às pessoas com deficiência, a fim de alcançar a conformidade com a lei universal de acessibilidade. As universidades estão implementando tecnologia moderna, como reconhecimento de fala e transcrição para alunos surdos ou com deficiência auditiva. As soluções nas salas de aula oferecem educação igual e acessível para todos os alunos. Um exemplo disso é a transcrição de palestras não só ajuda os alunos com deficiência, mas também pode ser usado por outros alunos para pesquisar através de palestras e revê-las depois das aulas.

Chatbots

Já falamos sobre assistentes artificiais que podem prever problemas e responder às perguntas dos alunos, assim como reforçando a matéria. O lugar comum de uso dessa tecnologia é o atendimento ao cliente da universidade para ajudar a lidar rapidamente com algumas das perguntas mais simples que os alunos têm e reduzir a carga de linhas telefônicas. Além de todos os benefícios que os chatbots oferecem, eles também auxiliam na conformidade com as Leis Universais de Acessibilidade, pois podem ser usados ​​por aqueles que não conseguem conversar ao telefone.

Palavras finais

Qualquer transformação é um desafio, é muito difícil arruinar abordagens conhecidas e confortáveis ​​e substituí-las por algo novo e desconhecido. Mas a transformação digital é mais uma necessidade do que uma opção. Comece ao criar uma plataforma de cursos e posteriormente mude para algo mais complexo, como IoT e AI.

IDI Instituto de Desenho Instrucional

#internetdascoisas #Blockchain #Segurança #ARVR #BigData #AIeaprendizadodemáquina #Maioracessibilidade

74 visualizações