Big Data e Learning Analytics: A Busca pelo Profissional Habilitado é Contínua



Não podemos pensar em learning analytics sem pensar no Big Data. Simples assim. Um retroalimenta o outro. E é o setor de aprendizagem que precisa enfrentar a preparação de toda uma geração de profissionais que trabalharão com o learning analytics e ciência de dados para atender à crescente demanda educacional do futuro. Veja o que você precisa fazer.

Ensinar Big Data é a chave para resolver uma grande lacuna nas habilidades de dados?

Nos últimos anos, a ascensão do big data criou uma nova indústria. Hoje, empresas de todo ou mundo estão integrando plataformas de análise e aprendizado de máquina em todas as operações de suas operações. No setor educacional não é diferente. Mas quem vai suprir toda essa mão-de-obra latente? O próprio mercado, que já sente com a falta de profissionais habilitados para lidar com dados.

Habilidades futuras

O Big Data também se tornou uma parte crítica do futuro do eLearning. Uma nova tecnologia ajudará a moldar a próxima evolução das ferramentas e ferramentas de e-Learning, ajudando os educadores a adaptar os cursos e as interações dois para atender às necessidades específicas de seus clientes. Antes disso porém, o próprio setor educacional ajudará a evitar uma crise de Big Data em formação: que é a falta destes profissionais. As habilidades futuras envolvem, necessariamente, o conhecimento e manipulação de dados. Cada vez mais aparente e necessário é esse profissional no mercado de trabalho, em diversos setores.

Participei de um evento de métricas e conhecimento sobre analytics e posso dizer que, certamente o mercado está ávido por este profissional. Na educação sobram vagas para designer instrucional que conheça de Big Data. E não é de hoje. Esse movimento iniciou-se em 2016 e perdura fortemente hoje. Neste exato momento existem vagas à rodo em várias empresas. Mas você se habilitaria ao emprego?

A razão é que há uma imensa falta de campos relacionados ao trabalho de análise de dados, e há todas as razões para provar que a indústria educacional será capaz de resolvê-lo. Vai ter um foco renovado na construção de cursos preparatórios de eLearning, e não há tempo a perder.

Fluxo de Talentos

Para que a escola construa um fluxo de talentos para atender à demanda crescente por cientista de dados é importante desenvolver soluções de e-learning que introduzem tópicos de conhecimento de dados para alguns dos conteúdos fundamentais e médios. Na área de ensino tradicional, o Instituto de Desenho Instrucional está oferecendo cursos de pós-graduação que fazem exatamente isso. "Estamos fazendo incursões no mercado formação em Big Data para educação em nível livre e especialização pata promover profissionais especificamente para lidar com dados na área educacional" cita a diretora do Instituto Michele Kasten.

A vantagem do eLearning

Pela primeira vez, como descrito acima, a indústria educacional deve ser capaz de responder à demanda por competências suficientes no curto prazo em relação ao Big Data. Como as plataformas de e-Learning tendem a ser cada vez mais adaptáveis ​​do que suas contrapartes institucionais, o setor educacional abre um precedente para atender à demanda por essas habilidades, e garantirão sucesso contínuo para a indústria por um longo tempo. E nós estamos fazendo o que podemos para inserir esses profissionais no mercado.

IDI - Instituto de Desenho Instrucional.

#impactodobigdatanaeducacao #impactodousodebigdata #bigdata #bigdatanaeducacao #bigdatanaead

0 visualização