Codificação: O Primeiro Processo de Memória na Aprendizagem



A codificação é o primeiro processo de memória, durante o qual a informação é transformada para que possa ser armazenada. Este é um processo fisiológico que começa com atenção. Um evento memorável faz com que os neurônios disparem mais rapidamente, organizando as informações em uma matriz sistemática que pode ser lembrada mais tarde. A forma como codificamos as informações determina como elas serão armazenadas e quais sugestões serão efetivas quando tentarmos recuperá-las.

Pense em memorizar um poema, por exemplo. O cérebro não codifica cada palavra isoladamente, mas cria padrões de palavras, tornando a experiência mais intensa e aumentando a probabilidade de que o evento seja codificado como uma memória. A emoção tende a aumentar a atenção, e o elemento emocional de um evento assume um caminho inconsciente no cérebro. Uma vez que as sensações percebidas são decodificadas, elas são então combinadas em uma única experiência e associadas a eventos similares anteriores. Quanto mais forte a emoção, mais fortes as sinapses armazenam as informações e mais fácil é o processo de recuperação.

A codificação de memória é um processo ativo e seletivo que organiza e reorganiza as informações. Assim, ensinar alguém a memorizar e aprender é, para todos os efeitos, uma lição sobre como organizar a informação. Existem 4 tipos principais de codificação, e o conhecimento de cada um pode nos ajudar a criar melhores experiências de aprendizado:

1) A codificação acústica é o processamento e codificação de som, palavras e outras entradas auditivas para armazenamento e posterior recuperação. Ao associar as informações aos sons, ao soar as palavras, as conexões neurais se tornam mais fortes e ajudam no processo de recordação.

2) A codificação visual é o processo de codificação de imagens e informações sensoriais visuais. As informações sensoriais visuais são temporariamente armazenadas na memória icônica antes de serem codificadas em armazenamento de longo prazo. A amígdala (localizada no lobo temporal medial do cérebro, que tem um papel principal no processamento de reações emocionais), desempenha um papel importante na codificação visual, pois aceita a entrada visual além da entrada de outros sistemas e codifica o positivo ou negativo. valores de estímulos condicionados.

3) A codificação tátil é a codificação de como algo se sente, normalmente através do sentido do tato. Fisiologicamente, os neurônios do córtex somatossensorial primário do cérebro reagem aos estímulos vibrotáteis causados ​​pela sensação de um objeto.

4) A codificação semântica é o processo de codificação da entrada sensorial que tem um significado particular ou pode ser aplicada a um contexto particular, em vez de derivar de um sentido particular.

Vejamos como poderíamos usar essas técnicas de codificação, começando pela codificação acústica. Se a codificação acústica estiver funcionando, a retenção será melhorada se você simplesmente adicionar música ao seu curso de eLearning? Na verdade, esse tipo de estratégia pode desviar a atenção do aprendizado. A pesquisa mostrou que aprender apenas com texto, ou apenas com áudio, é mais eficaz do que aprender com texto e áudio idênticos simultaneamente. Usar a narração apropriada, no entanto, pode ajudar a melhorar a retenção. Aqui estão algumas dicas sobre como usar a codificação de áudio corretamente:

- O áudio é essencial quando os sons em si são objeto de aprendizado, como quando os alunos ouvem a pronúncia, aprendem a solucionar problemas com o som, as aulas de música, etc.

- Às vezes, o áudio pode ser usado sozinho ou em combinação apenas com gráficos.

- Instruções passo a passo devem ser baseadas em texto, mas o áudio pode não ser necessário.

- Use áudio narrado para seqüências animadas, mas apenas texto para seqüências sob o controle do usuário.

A codificação visual é uma das técnicas mais usadas na aprendizagem, pois é uma das abordagens mais naturais que o cérebro humano emprega. Se você lesse essa lista de palavras: casa, árvore, verdade, livro, valor e, mais tarde, se lembrasse das palavras dessa lista, provavelmente teria mais facilidade em recordar as palavras casa, árvore e livro. e um momento mais difícil, recordando as palavras verdade e valor. O cérebro humano pode recordar imagens (imagens mentais) mais facilmente do que palavras sozinhas. Quando você lê as palavras casa, árvore e livro, você criou imagens dessas coisas em sua mente. Estas são palavras concretas e de alta imagem. Por outro lado, palavras abstratas como verdade e valor são palavras de baixa representação. Palavras de alta imagem são codificadas visualmente e semanticamente, construindo assim uma memória mais forte. A memória icônica desempenha um papel muito importante na codificação visual. Algumas dicas fáceis de seguir para codificação visual:

- Sempre selecione gráficos que se alinhem com o texto e a meta de aprendizado. Gráficos irrelevantes na verdade dificultam o aprendizado. Ruth Clark oferece um resumo dos gráficos que funcionam bem para ilustrar cinco tipos principais de conteúdo: fatos, conceitos, processos, procedimentos e princípios.


- Use o princípio de contiguidade e alinhe os gráficos com o texto na tela. Usando uma tela de rolagem com as palavras colocadas no topo e a ilustração sob as palavras, de modo que quando você vê o texto, você não pode ver os gráficos e vice-versa é um mau projeto e decisão de aprendizagem.

- Use o texto com moderação e não forneça muita informação.

- Use visuais previamente conhecidos para garantir a recordação - quando vemos um visual de um conceito ou produto já conhecido, é mais provável que nos lembremos das informações aprendidas.

Como a codificação tátil usa o sentido do tato, ela não é útil no eLearning. No entanto, pode ser facilmente usado em experiências hibridas de aprendizagem, nas peças de "treinamento presencial". Por exemplo, no campo da medicina, grande parte do aprendizado é feito por meio de práticas como dissecação, palpação e exame, em que o sentido do tato é vital.

A codificação semântica lida com o processamento e a codificação do significado de algo (uma palavra, frase, figura, evento) em oposição ao som ou visão dele. Várias estratégias podem ser aplicadas ao aprendizado, como chunking e mnemônicos, para ajudar na codificação e, em alguns casos, permitir processamento profundo e otimização da recuperação. "Mnemônicos" refere-se a qualquer sistema ou dispositivo projetado para auxiliar a memória. Geralmente são padrões de letras, idéias ou associações, como o ROYGBIV, para lembrar as cores do arco-íris. Alguns mnemônicos comumente usados ​​na aprendizagem são:

- Acrônimos ou mnemônicos de expressão

"ADDIE" pode ajudá-lo a lembrar as fases desse método de desenho instrucional

- Música mnemônica

A música é um mnemônico poderoso porque fornece uma estrutura para a informação e incentiva a repetição. Aprender o alfabeto através da música é um bom exemplo.

- O palácio da memória

É um dispositivo mnemônico que é tão tentado e verdadeiro quanto possível. Inventado por oradores em tempos antigos romanos e gregos, a técnica do palácio da memória (ou palácio da mente ou " método dos loci") é eficaz e agradável de usar. Você estabelece um "palácio da memória" e associa informações a ele.

- Chunking

É outro dispositivo mnemônico que pode tornar grandes quantidades de informações mais memoráveis. A técnica de agrupamento envolve agrupar itens, encontrar padrões neles e organizar os itens. Você pode agrupar itens em sua lista de compras por corredor, por exemplo, ou procurar conexões entre eventos em um período histórico para criar partes deles, como momentos da Segunda Guerra Mundial que envolveram a França.

Outras dicas gerais para melhorar a codificação de memória estão listadas abaixo:

- O volume do material é importante na codificação da memória. Quanto maior o volume, mais difícil é memorizar tudo.

- O grau de sistematização do material (quanto maior é sistematizado, mais fácil é memorizar) e o grau de familiaridade com o conteúdo também pode ter um grande impacto no processo de codificação da memória.

- Existem duas maneiras de apresentar informações: simultâneas ou sequenciais. A apresentação sequencial das informações facilita a memorização.

Você usou alguma dessas técnicas para melhorar a retenção?

IDI Instituto de Desenho Instrucional

#aprendizagem #cerebro #memoria #codificação #neurociêncianaeducacao #neurociênciaaplicadaaead #neurolearning

0 visualização