Curadoria de Conteúdo: Como Peneirar Conteúdos na Rede para Alunos Virtuais?



Vou compartilhar com você um passo-a-passo para a curadoria de conteúdos que relacionam-se com educação. Afinal aprendemos a fazer essa curadoria para melhor atender os nossos alunos do IDI. A curadoria de conteúdo não deixa de ser uma tarefa minuciosa e de tratamento. Afinal a internet tem muito conteúdo. Diariamente são distribuídos milhões de milhões de novos conteúdos na rede e fica impossível selecionarmos o que é melhora para leitura. Estamos bombardeados de conteúdos e, muitos deles deixam a desejar. Mas quero te orientar sobre como você peneirar todo esse material disponível e identificar o que realmente importa para seus alunos.

Essa sensação de acúmulo de informações podemos chamar de paralisia de análise e isso ocorre ao mesmo tempo que outros rotulam o paradoxo da escolha. Difícil de entender ne? Mas é simples: ficamos paralisados pela quantidade de assuntos e acabamos escolhendo um assunto especifico pelo rótulo. Por isso é tão importante chamar a atenção do usuário pelo rótulo (título) apresentado: para dirigir a atenção tão dispersiva do aluno. Quanto mais opções você tiver, mais difícil é escolher uma. Também foi estabelecido que escolher entre várias opções tem maior probabilidade de levar ao remorso do comprador. Na nossa área muito conteúdo pode ser prejudicial. Com todo esse conhecimento para absorver, os alunos on-line podem desistir e se desligar completamente. e não queremos que isso ocorra certo? Então evitar esse resultado infeliz é o seu objetivo agora. Como? Veja as dicas:

1. Quais os métodos de curadoria?

Existem três tipos de curadoria de conteúdo: colaborativa, semântica e social. A filtragem colaborativa e a classificação social são semelhantes. Eles avaliam o valor do conteúdo com base no que as pessoas estão dizendo sobre isso. Ao analisar o que os outros dizem sobre um conteúdo, você decide se vale a pena ler sobre o assunto. A análise semântica usa palavras-chave para categorizar o conteúdo em que você pode se interessar. Ele então fará a curadoria e apresentará a você os materiais em que você acha que pode estar interessado.

2. Qual o objetivo?

Existem diferentes tipos de cursos online. Os que servem para o desenvolvimento de habilidades que visam aumentar as credenciais e ampliar as oportunidades de trabalho. Outros são destinadas a melhorar o fluxo de trabalho interno. O conteúdo do curso dependerá das necessidades dos alunos e objetivos da empresa. Se o seu curso já estiver em andamento, sua curadoria de conteúdo se concentrará em materiais de aprendizado complementares. Pergunte aos seus alunos ou veja nas postagens que tipo de conteúdo eles exigem. É um estudo de caso moldado em cases reais? Rever um tópico que eles podem não ter absorvido totalmente? Algumas atividades para provar as habilidades que aprenderam?

3. Qual conteúdo?

Quando você está tentando descobrir algo, os mapas mentais são uma ferramenta útil. Podem ser usados ​​para mesclar conceitos aparentemente discordantes, descobrindo pontos sobrepostos. Use essa técnica de brainstorming para incorporar as solicitações de seus alunos. Comece com a principal área de foco que os alunos solicitaram. Você pode escrever essa ideia em um círculo no centro e depois pequenas setas e círculos que se ramificam para fora com pontos focais para abrir o contexto da necessidade de conteúdos focais. No mesmo mapa mental, inclua suas próprias ideias sobre como atender a essas solicitações.

4. Fontes

Uma rápida pesquisa no Google oferecerá centenas de acessos sobre o tópico que você está pesquisando. No entanto, só porque um site está no topo da sua lista, não o torna válido. Existem vários critérios usados ​​para classificar as páginas nos mecanismos de pesquisa. Lembre-se também do seu histórico de pesquisa: as ferramentas de busca tendem a direcionar você para assuntos mais pesquisados e que, não necessariamente tenham a ver com o contexto. Nem todos eles são adequados para o seu curso. Ao selecionar fontes para extrair informações, desenvolva seu próprio sistema de classificação. Certifique-se de que você está usando os principais sites, em vez de sites de estilos de vida tangentes. Você também pode obter material dos sites oficiais das principais empresas do setor.

5. Como curar conteúdos?

As cinco subdivisões da curadoria de conteúdos são: agregação, destilação, elevação, fusão e cronologia. Agregue seu conteúdo criando uma lista relevante de links que você compartilhará com os alunos on-line. Se a lista for muito longa, destile-a para as cinco mais relevantes. Eleve sua lista maior usando padrões semelhantes. Mescle as diferentes fontes em uma única unidade, talvez um infográfico ou fluxograma com links ricos. Para cronologia, crie uma linha do tempo com todas as suas fontes.

6. Qual plano de referência?

Você que é designer instrucional certamente já coletou conteúdos volumosos. A ideia aqui é fragmentar, subdividi-los por tópicos, capítulos ou módulos. Isso define sua relevância e seqüência dentro do curso. Torne o o sistema intuitivo, criando uma página de conteúdo. Cada item deve conter um link rico para que os alunos naveguem facilmente pelos recursos. Use conteúdo claro, conciso e descritivo para que os alunos on-line saibam onde ir. A descrição deve mencionar o tipo de conteúdo, ou seja, vídeo ou clipe de áudio, imagem estática ou gráfico ilustrativo. Idealmente, cada tópico deve ter material de referência em vários formatos. Alguns alunos online preferem dicas visuais, enquanto outros preferem ouvir e aprender. Pergunte-se: todos tem essas opções?

Curadoria de conteúdo é um processo de trabalho intensivo mas em nossa área é simplesL comece identificando os principais métodos de curadoria de conteúdo e selecione o que preferir. Pergunte aos seus alunos qual o tipo de materiais eles exigem e colete suas ideias em um mapa mental. Identifique fontes de informações confiáveis ​​e divida as informações usando métodos de sub-curadoria. Crie um guia de conteúdo para mostrar aos seus alunos como usar as informações coletadas. Com essas sugestões, a curadoria de conteúdo deve ser mais rápida, mais fácil e mais eficaz.

IDI - Instituto de Desenho Instrucional

#curadoria #curadoriadeconteudos #conteudos #designdeconteudos #criarconteudos #uxdesign

59 visualizações