Designer Instrucional - O Novo Executivo Requerido pelas Empresas


Designer Instrucional: Chegou a Sua Vez! Pasme ou não, Os Designers instrucionais são procurados por executivos de marketing e treinamento. Designers instrucionais com experiência empresarial, criatividade e habilidades tecnológicas são muito procurados pelas empresas. Aqui está o porquê ... salários de seis dígitos… Você pode não ter visto nenhum anúncio com esse título. Mas saiba que as empresas estão em busca de Designers Instrucionais (DIs) com inclinação empreendedora e talento criativo. E quem está disposto a trabalhar por um salário na faixa de mais de R$ 120.000,00 ano? Soa como uma fantasia ou uma farsa? Não é.


Ë o nosso momento. São os profissionais da vez: os DIs recebem salários mais altos.


Designers instrucionais criativos e com conhecimento da alta tecnologia aprendizagem que são os novos profissionais de marketing de conteúdo”. Em uma entrevista por e-mail, uma recrutado da área da saúde me disse que os empregadores estão atrás do conjunto único de habilidades dos designers instrucionais.


“Meus clientes não querem mais apenas escritores ou profissionais de marketing para criar campanhas de educação e marketing para o consumidor. Eles querem alguém que saiba como mudar o comportamento por meio da educação - não apenas alguém que se concentre na entrega de informações sem mudança de comportamento. Querem alguém que saiba que a gamificação não se refere a pontos e distintivos sem sentido para concluir uma atividade, mas que a verdadeira gamificação consiste em embarcar em missões de solução de problemas por meio da aquisição e gerenciamento de recursos em um ambiente simulado. Os gerentes da empresa finalmente começaram a dizer: 'Ei. Essas são as coisas que os designers instrucionais fazem. 'É por isso que há um aumento nessas posições de nível superior para os designers instrucionais. “ "Então por que não contratar designers de instruções com essas habilidades, pagá-los bem e chamá-los de designers de instruções?”

"A maioria dos DIs com essas habilidades são freelancers, possui uma agência de e-learning ou trabalha para uma agência de e-learning”. "A maioria dos freelancers e proprietários já não querem assumir carreira para uma determinada empresa. Afinal, eles ganharam mais ao possuir seus próprios negócios. E os DIs que trabalham com essas habilidades estão em um caminho de desenvolvimento como especialistas.

Portanto, as empresas tquerem atrair DIs com o talento e as habilidades de que precisam - mesmo que seja apenas para um departamento de uma pessoa.

Uma nova tendência de contratação e recrutamento

Os Designers Instrucionais são cada vez mais procurados por cargos no nível Diretor de departamentos de criação de conteúdo individual.


Já existem muitos freelancers em estágios finais das entrevistas aceitando o cargo de diretor de design instrucional! Pasmem: esse é um profissional que está cada vez mais evidente nas agencias. O real promovedor de conteúdo com aprendizado.


Não é uma era de agencia de marketing querendo empurrar conteúdos e fórmulas de vendas mas sim conteúdos com os quais as pessoas aprendam algo. E esse é o papel do Designer Instrucional.

Estamos em uma nova tendência de contratação no setor de eLearning e descobriu-se que muitas empresas agora buscam DIs de alto nível para cargos de alto nível.

A vingança dos DI's


De aprendizes nerds a chefes de departamento: Designers instrucionais são procurados por executivos de marketing e treinamento.


Os designers instrucionais estão finalmente passando profissionais que passam desapercebidos para heróis de conteúdo super legais. As organizações agora valorizam esses colaboradores individuais de alto desempenho, atribuindo-lhes títulos como:

  • Diretor de novos produtos de informação"(este título é encontrado principalmente nos setores de saúde e biotecnologia),

  • Diretor de produtos educacionais(encontrado principalmente no ensino fundamental e médio) organizações especializadas),

  • Diretor (ou VP) de Novos Produtos de Informação (encontrado com mais frequência em serviços de saúde e serviços financeiros).


Outros títulos de seis dígitos que exigiam um histórico de identificação incluem:

  • Diretor de inovação em aprendizado,

  • Diretor de design instrucional" (encontrado nos setores bancário e de software)

  • Diretor de eLearning,

  • Consultor interno de identificação,

  • Diretor de Produtos para educação de adultos,

  • Diretor criativo,

  • Diretor (ou VP) da Digital Education Publishing,

  • Diretor de marketing de novos produtos (encontrado principalmente no campo de dispositivos médicos).

Na maioria das vezes, essas são posições que NÃO possuem subordinados diretos; eles são departamentos de uma pessoa - que é exatamente o tipo de posição que a maioria dos DIs almeja.


Os designers instrucionais mais experientes com quem conversamos ao longo dos anos dizem que não querem gerenciar pessoas, mas sentem-se presos a um sistema em que a única oportunidade de avanço para colaboradores individuais de alto nível é por meio do gerenciamento de pessoas. Parece que as empresas mais progressistas finalmente perceberam isso e estão dando aos DIs o que querem, ao mesmo tempo em que atendem às metas de crescimento e receita da empresa.


É interessante que alguns títulos (como "Diretor de criação" e "Diretor de marketing de novos produtos") já foram o único domínio dos profissionais de design gráfico, publicidade e mídia. Porém, à medida que mais organizações descobrem a eficácia dos cursos on-line na construção de lealdade e receita com a marca, elas procuram pessoas com experiência no design e desenvolvimento de cursos on-line interativos.

Millennials impulsionando a tendência de contratar designers instrucionais de alto nível