Dicas de Design de Games para T&D


Você pode não passar noites sem dormir jogando videogame, como algumas pessoas fazem. Mas, se você joga algum jogo no seu celular, é um jogador casual. Isso significa que há uma grande chance de você obter conhecimento profundo de princípios complicados, sem problemas, ao se envolver em um jogo educacional.


As pessoas jogam jogos por vários motivos:


- Para desabafar

- Relaxar

- Para aprender novas habilidades

- Apenas para se divertir


Ainda assim, os jogos são utilizados por empresas em todo o mundo com um objetivo: capacitar seus funcionários. O objetivo do aprendizado baseado em jogos é desafiar, divertir e educar. A implementação de gamificação e jogos sérios na cultura de aprendizado da sua empresa é o primeiro passo para criar uma estratégia de treinamento bem-sucedida.


A principal razão pela qual a aprendizagem baseada em jogos funciona tão bem é que é um fator divertido. Divertir-se enquanto aprende é a melhor maneira de ajudar os alunos a entender, reter e aplicar conceitos complexos. Simulações virtuais, jogos educacionais e realidade aumentada permitem que os funcionários cometam erros. Tudo isso ao mesmo tempo em que remove as consequências de suas ações, que na vida real teriam um impacto negativo em seu trabalho e nos seus negócios. Com jogos educacionais, os funcionários podem aprender habilidades importantes e adquirir conhecimentos específicos para lidar com questões do mundo real no local de trabalho.


A seguir, apresentamos nossas 5 principais dicas para implementar jogos educacionais nas estratégias de treinamento e desenvolvimento da sua empresa:


1. Foco no equilíbrio entre aprendizado e entretenimento

Sim, é um jogo e deve ser divertido. Como tal, o visual deve ser atraente e a jogabilidade divertida. Mas não se esqueça do verdadeiro objetivo do jogo: fornecer conteúdo valioso de aprendizado para o crescimento pessoal e profissional dos funcionários. Se o jogo é visualmente perturbador, os alunos podem perder o foco e acabar passando os olhos pelo material de aprendizagem. Se o jogo estiver muito centrado no ensino, os funcionários podem achar esmagador e perder o interesse rapidamente. Portanto, equilibrar as necessidades de aprendizado dos funcionários, suas expectativas e jogabilidade deve estar em primeiro lugar na sua lista de verificação ao implementar jogos educacionais.


2. Mergulhe os funcionários em ambientes de trabalho realistas

A beleza dos jogos é sua capacidade de transportar o jogador para outro mundo. Com o treinamento dos funcionários, faz sentido criar ambientes o mais próximo possível das configurações reais do local de trabalho. A simulação do local de trabalho real criará uma conexão mais profunda entre o aluno e as habilidades e conhecimentos que eles precisam adquirir.


Por exemplo, se você estiver oferecendo um jogo de treinamento de vendas, os funcionários poderão lidar com as interações dos clientes em um ambiente da vida real. Isso dá à equipe a oportunidade de lidar com vários problemas de vendas sem o medo de perder o cliente devido a erros. Ele coloca o funcionário no banco do motorista e permite que ele descubra a melhor tática para convencer um cliente relutante a comprar seus produtos.


3. Forneça feedback construtivo

O feedback só é eficiente quando entregue de maneira construtiva. O feedback no jogo é eficaz porque se refere ao problema específico que os jogadores estão enfrentando no momento exato do jogo. Você pode incluir instruções em pop-up úteis, pontos de recompensa, distintivos e manter a pontuação dos sucessos dos funcionários em cada nível do jogo. Isso lhes mostrará o quanto eles progrediram, dando-lhes um empurrãozinho para superar suas limitações atuais.


4. Incentive a competição amigável

Alavancar a concorrência pode aumentar o envolvimento do jogador com o jogo. Os funcionários podem competir entre si para vencer suas pontuações mais altas, retomando o mesmo nível repetidamente. Ao mesmo tempo, os funcionários podem competir entre si disputando reconhecimento dentro da empresa ou ganhando recompensas extras. A competição amigável aumenta o fator divertido, as apostas e produz melhores resultados.


5. Desafie os funcionários com níveis de jogo cada vez mais difíceis

Só porque é um jogo, não significa que deve ser fácil. Um jogo linear e fácil, pode rapidamente se tornar entediante para os jogadores. Incentive a conclusão do nível do jogo aumentando ligeiramente as apostas a cada novo desafio. O jogo precisa ser geral o suficiente para atrair uma grande variedade de jogadores. Ainda assim, cada nível deve ser específico às capacidades do jogador e fornecer a quantidade certa de novas informações.


A implementação do aprendizado baseado em jogos para capacitar os funcionários pode trazer muitos benefícios para sua empresa. A aprendizagem baseada em jogos aumenta a produtividade, mantém os funcionários relaxados e os ajuda a se sentirem confiantes em suas habilidades recém-adquiridas. A implementação de jogos educacionais pode não ser fácil de fazer por conta própria. Mas, trabalhar com os profissionais certos para criar um jogo que atenda às necessidades da sua empresa e aos objetivos de aprendizado dos funcionários é o seu melhor ponto de partida.

IDI Instituto de Desenho Instrucional


#desenhoinstrucional #designinstrucional #desenhoeducacional #ead #elearning #cursosonline #treinamentosonline #treinamento #desenvolvimento #conteudosead #experienciasdeaprendizagem #rh #dho #EducaçãoCorporativa #Aprendizagem #GestãoDePessoas #UserExperience #GestãoDoConhecimento #professor #professora #professores #professoras #games #jogos #seriousgames #gamificação #gamification

0 visualização