Dicas para Usar o Aplicativo de Videoconferência ZOOM em Cursos Online



Muitos educadores e estudantes de repente se vêem forçados a usar novas tecnologias nas próximas semanas por causa do COVID-19. O ritmo acelerado necessário para tornar os cursos remotos ou on-line terá um impacto drástico e duradouro na entrega de instruções em um futuro próximo. “A mudança para o ensino remoto será benéfica ou bane o aprendizado on-line?” Com uma transição tão repentina para um ambiente de aprendizado on-line, o artigo destaca que alguns alunos podem ter uma impressão errada sobre o aprendizado on-line.


De fato, a rápida transformação de cursos presenciais em um formato on-line não constitui realmente uma experiência de aprendizado on-line de qualidade. Em vez disso, a rápida transformação de cursos presenciais em um formato online é uma solução necessária, com certas limitações e deficiências. Muitos dos instrutores presenciais obrigados a mudar seus cursos on-line, por exemplo, carecem do apoio e dos recursos oferecidos aos instrutores on-line que trabalham com designers instrucionais e outros funcionários dos departamentos de aprendizado on-line. “Todo membro do corpo docente estará oferecendo educação on-line. Todo aluno receberá educação on-line. E a resistência à educação on-line desaparecerá como uma questão prática. ”


Um artigo escrito por Yoshiko Iwai apontou recentemente que “a rápida mudança para plataformas como o Zoom está atrapalhando os currículos, principalmente para professores menos preparados para navegar na Internet e as particularidades de gerenciar uma sala de aula mediada por uma tela e microfone”. Esta declaração perspicaz de Iwai chama a atenção para dois desafios abrangentes e estreitamente relacionados que os educadores devem superar quando subitamente forçados a mover suas instruções on-line, a saber, os currículos e os componentes de tecnologia.


O desafio dos currículos é mais do que apenas escolher o conteúdo que os alunos revisarão. Em vez disso, os educadores devem selecionar cuidadosamente o conteúdo do curso com estas questões em mente: (1) Quanto conteúdo meus alunos devem revisar em uma lição? (2) Onde meus alunos obterão esse conteúdo? (3) Como o conteúdo se alinha com outros componentes críticos do curso? (4) Como meus alunos se envolverão com este conteúdo? Cada uma dessas perguntas pode ajudar a orientar o educador não apenas na seleção do conteúdo do curso, mas também na entrega. A entrega do conteúdo do curso e a facilitação do envolvimento dos alunos obviamente dependem da tecnologia do aprendizado on-line. E, como Iwai enfatizou, o instrutor que precisa recorrer rapidamente a plataformas como o Zoom sofrerá uma interrupção na maneira normal de fornecer instruções sobre os currículos.


Então, como os educadores podem procurar oferecer o conteúdo do curso e facilitar o envolvimento dos alunos nessa mudança repentina para o aprendizado on-line? Para muitos educadores, a resposta é um software de videoconferência, como o Zoom. De fato, vários artigos recentes observam o aumento da popularidade do Zoom em todos os níveis de ensino na semana passada. Alguns exemplos estão listados nas referências no final deste artigo.


Mas a crescente popularidade do Zoom leva a outros desafios. Os educadores simplesmente usarão o Zoom para dar palestras para seus alunos? As salas virtuais do Zoom se tornarão apenas um espaço para perguntas e respostas? Os educadores usarão as salas virtuais do Zoom para o horário comercial? Ou talvez o Zoom se torne nada mais que uma solução de videoconferência para reuniões departamentais. Se os educadores procuram transformar suas aulas de entrega presencial tradicional em entrega on-line sem diminuir a qualidade das instruções, eles devem ser criativos no uso do software de videoconferência.


A seguir, irei oferecer aos educadores algumas dicas e idéias gerais para o uso criativo do Zoom na educação on-line. Por uma questão de tempo do educador, os usos criativos do Zoom na educação on-line são simplesmente listados no formato de marcador. Felizmente, o educador poderá revisar rapidamente esta lista e encontrar algo que satisfaça as necessidades de seus alunos.


Avaliação


As avaliações moldam a experiência dos alunos. O aluno típico se envolve seriamente com o material devido à necessidade de concluir as avaliações. O aluno recebe uma nota para a avaliação, o que os motiva a conseguir dominar uma determinada habilidade ou ilustrar sua competência em uma matéria. Por muitos anos, os estudiosos observaram que há um problema no ensino superior em relação às avaliações. A maioria dos acadêmicos realiza avaliações com base nos tipos de avaliação em que eles mesmos participaram como aprendizes. Essas avaliações típicas consistem em questionários em que os alunos identificam ou reconhecem informações, exercícios escritos em que explicam ou analisam um texto ou vídeo, ou talvez uma avaliação baseada em projeto, como uma apresentação. Felizmente, os educadores não precisam reinventar de repente suas estratégias de avaliação, pois transformam rapidamente os cursos presenciais em um formato online. Muitas das avaliações tradicionais que os alunos concluem na sala de aula também podem ser facilmente administradas on-line aos alunos. E, esperançosamente, como a lista a seguir demonstra, os educadores podem encontrar oportunidades para a criatividade criando avaliações em um formato on-line através de videoconferência que eles nunca pensaram em administrar em cursos presenciais.


  1. Apresentação virtual: os alunos podem fazer uma apresentação em uma conferência virtual. Eles podem compartilhar suas pesquisas e idéias uns com os outros.

  2. Simulação de entrevista: os alunos podem participar de entrevistas virtuais simuladas.

  3. Debate: Os alunos participam de um debate entre si.

  4. Discurso: Os alunos praticam discursos ou um discurso de elevador.

  5. Demonstração: Os alunos demonstram uma habilidade motora fina em frente ao computador, linguagem de sinais, tocando um instrumento musical ou a capacidade de se comunicar em um idioma estrangeiro.


Aprendendo atividades


As atividades de aprendizagem promovem o domínio dos objetivos do curso ou do módulo. Às vezes, as atividades de aprendizagem são classificadas e, outras vezes, simplesmente incentivam a participação no curso. O Zoom e outro software de videoconferência oferecem aos alunos várias maneiras exclusivas de participar de atividades de aprendizado.


Na maioria das vezes, como a lista a seguir indica, o instrutor assumirá o papel de facilitador. O papel da facilitação é uma responsabilidade importante para o instrutor on-line. Como facilitador, o instrutor on-line não está dando palestras para os alunos que são ouvintes passivos que simplesmente absorvem informações. Em vez disso, o instrutor on-line guiará os alunos durante a atividade, explicando as etapas que eles devem executar para dominar adequadamente uma habilidade ou familiarizar-se adequadamente com o conteúdo do curso.

Algumas atividades de aprendizado, como podem ser vistas na lista abaixo, ainda exigem que os alunos sigam o decoro tradicional visto nas instruções presenciais, como sentar-se em silêncio e praticamente levantar as mãos para fazer perguntas ou fazer comentários. Espera-se que mesmo essas atividades de aprendizado forneçam aos alunos uma experiência única que normalmente não ocorreria nas instruções presenciais.