Novos Caminhos na Educação Online



A Educação à Distância ou Educação Online tem passado por diversas transformações ao longo do tempo, e tem tido um incentivo cada vez maior por parte de empresas e instituições educacionais na dita educação corporativa, profissionalizante e continuada.

A quantidade de estudantes que optam pela educação online ou o ensino híbrido (Blended Learning) ganha um maciço engajamento na busca por certificações que usam essas modalidades de ensino.

Um dos aspectos que tem causado desconforto aos estudantes da educação online é o fato de que muitos dos cursos são monótonos e desestimulantes, haja vista a metodologia empregada: Inúmeros e enormes PDFs que o discente necessita baixar, onde o único objetivo é lê-los para que ao final do curso teste a sua memória, pelo menos tentando decorar, respondendo uma avaliação repleta de teorias sem nada prático.

Neste cenário acima citado, um dos grandes problemas enfrentados pela educação à distância é a evasão. Um dos motivos para esta ocorrência é que o estudante sente-se sempre solitário, uma vez que nos momentos em que está estudando, frente as dificuldades de entendimento e aprendizagem do conteúdo, não tem a quem recorrer para motivá-lo e seguir no curso.

Cabe aqui evidenciar a visão do professor da educação online frente as dificuldades de acompanhar este aluno com ou sem embaraços. Motivá-lo a continuar seus estudos, mostrar aos estudantes que os problemas fazem parte de nossas conquistas e vitórias, é complexo do ponto de vista de estar os dois, aluno e professor, distantes geograficamente.

É preciso fazermos uma revolução no ensino à distância. Usarmos a tecnologia existente e as novas tecnologias ao nosso favor, para que possamos tirar a monotonia e a desmotivação dos cursos online utilizando-se da tecnologia que salta aos nossos olhos e que interage na experiência do aluno em adquirir a prática.

Inserir o aluno numa comunidade online e fazê-lo ter a visão de que não está sozinho, conforme vai aprendendo, poder interagir com seu grupo, através de discussões, fóruns e bate-papo online, é um valioso exemplo de como diminuirmos essa evasão.

E, de acordo com as performances do aluno, o professor passe a receber por meio desta tecnologia, informações, relatórios, alertas e notificações e assim, possa acompanhar o aluno para intervir e auxiliá-lo em seu processo de aprendizagem.

A aprendizagem digital efetiva é uma dessas abordagens de ensino que relaciona educação e tecnologia na instrução ao aluno. Divide-se em três aspectos que juntos formam o ciclo otimizado, são eles: Aprendizagem ativa, colaboração social, insights úteis. Essa abordagem de ensino é de propriedade da Time To Know©, uma empresa que desenvolve produtos de tecnologia para a educação, as denominadas EDTECH.

A aprendizagem ativa é assim identificada por utilizar-se de interações na aprendizagem dos alunos. O cenário apresentado é o seguinte: O aluno está lendo a primeira página do texto base do curso e ao passar para a segunda página, eis que surge uma pergunta em que o estudante deve responder de acordo com a leitura feita. Após responder, ele dará sequência na leitura da segunda página e assim sucessivamente, virá diversas outras perguntas interativas, tais como: Múltipla escolha, múltipla escolha com imagens, associar informações, dentre outras. Tudo isso, para manter o foco do aluno no que está lendo e ao mesmo tempo, exercitando e colocando em prática de maneira crítica, tudo o que está aprendendo.

O conteúdo com essas interações se dá por meio do aspecto multissensorial, onde o aluno aprende por meio dos diversos sentidos: ouvir, ler, refletir, escrever. Tudo isso com feedbacks imediatos por parte do instrutor, que ao receber informações e as respostas dos alunos por meio da tecnologia, poderá intervir e ajudar o aluno a compreender ainda melhor aquilo que está vendo. O professor poderá, por exemplo, analisar o motivo dos estudantes estarem errando aquela determinada questão, já que possui informações disparadas pela tecnologia.

Portanto, com a aprendizagem ativa, a educação online deixa de ser um aprendizado monótono e passa a ser um aprendizado estimulante e rico em interações. Mas nada disso é suficiente, se o aluno não estive engajado em uma comunidade e tenham contato entre o professor aluno e aluno- alunos.

Para tanto, a colaboração social entra em cena utilizando-se fóruns e discussões online, além do bate – papo na conquista desta relação. Por meio dos comentários o professor poderá enviar mais conteúdo, seja uma apresentação ou um vídeo, afim de ajudar os alunos em suas dificuldades.

Ou seja, além de um conteúdo rico e interativo, faz-se necessário promover uma comunidade em que os alunos sintam-se fazer parte e que haja discussões entre os alunos, entre os instrutores e entre o instrutor e o aluno individualmente relacionadas e dentro deste conteúdo.

O professor necessita de informações que auxiliem na hora de intervir e ajudar os alunos em sua aprendizagem. A tecnologia pode gerar isso por meio de relatórios, alertas e notificações que são destacadas conforme o andamento do curso. Alertas e notificações, como: Quando um conteúdo está difícil, há uma baixa taxa de sucesso, existe uma queda de desempenho e quando o aluno tem uma queda de envolvimento no curso, ajudam na hora do professor tomar decisões que diminuam a evasão e crie conteúdos e relações que motivem o aluno a continuar seus estudos.

O professor requer uma ferramenta e tecnologia que dispare, com base nas performances dos alunos, relatos dos participantes, a visão geral do curso, informações individuais da participação, além de um relatório que mostre as respostas dos alunos individualmente, assim o professor poderá fazer essa intervenção de modo a ajudá- lo nestas dificuldades. Estas ferramentas são definidas como insights úteis, ou seja, compreensões e intuições úteis no acompanhamento do aluno.

Portanto, chamamos de aprendizagem digital efetiva as interações digitalmente que contribuem para tornar satisfatória o aprendizado do aluno. Tudo isso, baseado no ciclo otimizado em que são utilizados a aprendizagem ativa, a colaboração social e os insights úteis que garantem cursos dinâmicos e estimulantes, diminuindo com isso a evasão e tornar a experiência de aprender online, muito mais engajada e envolvente.

Novos caminhos na educação à distância estão sendo desenhados. Adotar uma abordagem, não extingue as já existentes. Trata-se de ponderações que colaboram na melhoria da educação online, importante modalidade adotada pelos mais diversos indivíduos em busca de conhecimentos.

Hudson de Oliveira

Pós graduado em Novas tecnologias na educação. Formado em Letras

#EaD #Educaçãoadistância #Metodologiasativas #desenhoinstrucional #bigdata #produçãodeconteúdos #docênciaonline

70 visualizações